segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Discurso de amigo secreto


Confraternização da equipe de trabalho no final de semana. Clube na praia, gargalhadas regadas a coquetéis no bar molhado da piscina. Em seguida: hora do amigo secreto. A brincadeira, que aconchega e aproxima os envolvidos, foi, para mim, especial.

Por ser a integrante mais recente do antigo e recheado grupo, tive de iniciar. As retas que interligavam os componentes daquela circunferência davam continuidade ao processo de integração e afeição coletiva. Risadas e muitas palmas a cada nova adivnhação. Quem disse que isso é chato? Só tinha autenticidade ali!

Bem, com esse ponto de partida, já estava marcada a linha de chegada da dinâmica: eu. E quem me tira? A chefe, uma administradora e líder como nunca tive a oportunidade de conhecer tão de perto. Contando com a fraca memória e sabendo da importância desse momento para a minha vida, me vi na obrigação de fazer esse registro. Sei que já esqueci tanto do que foi dito, mas segue boa parte do que ainda resta:

"Essa pessoa é alguém que admiro e respeito... tem uma forte semelhança com os momentos vividos pelo nosso setor. Trabalha na dela, faz acontecer do seu jeito. Passou por experiências fortes, barras difícieis e saiu-se muito bem. Nessa evolução, traz algo que estávamos precisando e nos faz muito bem: alegria. Meu amigo secreto é uma pessoa que está desabrochando e, além de tudo, é uma gata de cinema. Isso é pra você, Ju".

Ganhei de presente um brinde à vida.
A garrafa foi só um detalhe.

Foto: Gabriel Pevide

3 comentários:

Moça do espelho disse...

Que lindo, Ju! Vc é mesmo tudo isso e fico feliz por saber que os tão "batidos" amigos secretos ainda podem ter a função de aproximar as pessoas e fortalecer as amizades.

Beijos!

palavraacida disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
palavraacida disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.